quarta-feira, 8 de junho de 2011




Cada pessoa tem uma impressão formada sobre mim, mas não posso afirmar qual delas é a correta. Posso ser mil coisas diferentes agora e no próximo minuto ser absolutamente nada. Podem tentar me definir, mas é certo que sempre faltará algo.Ninguém nunca estará completamente contente com o meu jeito e sempre tentarão me mudar e fazer com que eu seja como eles querem que eu seja. Eu sei que as vezes terei de mudar e que tudo fará parte de quem eu sou, mas aprendi que só devo mudar por mim mesma e que eu sou a única pessoa com quem eu preciso me preocupar em fazer totalmente feliz, já que convivo 24 horas por dia comigo.
Algumas coisas eu gostaria de mudar um pouco, como o fato de eu gostar de ser uma pessoa ouvinte e nunca conseguir falar tudo o que eu preciso. E há outras que me deixam muito feliz por terem sido mudadas para melhor. Conviver comigo pode ser um pouco difícil, e por mais que eu não consiga me definir, aprendi a gostar de mim. Não é egocentrismo e nem excesso de auto-estima. Eu sei dos meus defeitos, odeio que joguem eles na minha cara e pode-se dizer que desisti de tentar mudá-los.Ninguém pode tentar ser perfeito, nada consegue ser extremamente sem defeitos.Tudo tem sua lista de prós e contras, e eu não sou uma excessão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário