terça-feira, 19 de junho de 2012

Ninguém entende.


E é só no momento em que você quer gritar muito forte, mas sabe que não vai adiantar nada, é que você percebe que ninguém se importa. Nem tem que se importar. E o pior de tudo: você não quer que se importem, porque incomoda dividir, incomoda explicar, incomoda pensar que os outros sabem que você está se doendo.
Não sou assim, desesperada, de nascença, é só quando é você.
É só quando é a única pessoa que eu queria que se importasse…
iemai

Nenhum comentário:

Postar um comentário